Código : 9192
EAN : 7898938795760 Onde Comprar

O Cabo Extensor USB 2.0 - 10 metros com amplificador de sinal, é a solução para ligar até dois dispositivos de conexão USB 2.0 a uma longa distância, sem a preocupação de perda de sinal e problemas de desempenho, mantendo a velocidade máxima de comunicação.




diagrama


AtençãoAtenção

Para perfeito funcionamento de alguns dispositivos (periféricos) será necessário conectar uma fonte de alimentação no Cabo Extensor USB 10 metros.



  • Interface USB 2.0 High Speed (480Mbps);
  • Compatível com o padrão USB 1.1;
  • Conectores: 01 conector USB 2.0 A macho x 02 conectores USB 2.0 A fêmea;
  • Amplificador de sinal que garante alta taxa de transferência de dados;
  • As duas portas podem ser utilizadas simultaneamente;
  • LEDs indicadores de conexão e alimentação;
  • Alimentação via USB;
  • Entrada para fonte de energia* externa (alguns dispositivos necessitam de fonte de energia extra);
  • Sistemas operacionais compatíveis: Windows® XP/ Vista/ Seven (7)/ 8/ 8.1, Linux® e Mac OS®;
  • Plug & Play. Não necessita de driver para instalação.


* Fonte não inclusa


  • Conecta desktops e notebooks a câmeras fotográficas, impressoras, webcams entre outros dispositivos com conexão USB;
  • Alta durabilidade;
  • Cor: Preta;
  • Comprimento do cabo: 10 metros.


A embalagem contém

01 Cabo Extensor USB 2.0 - 01 AM / 02 AF com Amplificador de Sinal 




Seu computador deve possuir no mínimo os seguintes requisitos:

  • Desktop ou notebook com uma porta USB 2.0 livre;
  • Dispositivos (periféricos) com conexão USB.

1. Como surgiu o padrão USB?

Antigamente, conectar dispositivos ao computador era uma tarefa pouco intuitiva, muitas vezes digna apenas de técnicos ou usuários com experiência no assunto. Para começar, diante de vários tipos de cabos e conectores, era necessário descobrir, quase que por adivinhação, em qual porta do computador conectar o dispositivo em questão. Quando a instalação era interna, a situação era pior, já que o usuário tinha que abrir o computador e quase sempre configurar jumpers e/ou IRQs. Somente de pensar em ter que encarar um emaranhado de fios e conectores, muitos usuários desistiam da ideia de adicionar um novo item à sua máquina.

Diante de situações desse tipo, a indústria entendeu a necessidade de criar um padrão que facilitasse a conexão de dispositivos ao computador. Assim, em 1995, um conjunto de empresas - entre elas, Microsoft, Intel, NEC, IBM e Apple - formou um consórcio para estabelecer um padrão. Surgia então o USB Implementers Forum. Pouco tempo depois disso, as primeiras especificações comerciais do que ficou conhecido como Universal Serial Bus (USB) surgiram.

Fonte: https://www.infowester.com/usb.php


2. Quais as vantagens do padrão USB?

Um dos principais motivos que levou à criação da tecnologia USB é a necessidade de facilitar a conexão de variados dispositivos ao computador. Sendo assim, o USB oferece uma série de vantagens:


  • Padrão de conexão: qualquer dispositivo compatível como USB usa padrões definidos de conexão, assim não é necessário ter um tipo de conector específico para cada aparelho;


  • Plug and Play (algo como "Plugar e Usar"): quase todos os dispositivos USB são concebidos para serem conectados ao computador e utilizados logo em seguida. Apenas alguns exigem a instalação de drivers ou softwares específicos. No entanto, mesmo nesses casos, o sistema operacional reconhecerá a conexão do dispositivo imediatamente;


  • Alimentação elétrica: a maioria dos dispositivos que usam USB não precisa ser ligada a uma fonte de energia, já que a própria conexão USB é capaz de fornecer eletricidade. Por conta disso, há até determinados dispositivos, como telefones celulares e MP3-players, que têm sua bateria recarregada via USB. A exceção fica por conta de aparelhos que consomem maior quantidade de energia, como scanners e impressoras;


  • Conexão de vários aparelhos ao mesmo tempo: é possível conectar até 127 dispositivos ao mesmo tempo em uma única porta USB. Isso pode ser feito, por exemplo, através de hubs, dispositivos que utilizam uma conexão USB para oferecer um número maior delas. Mas, isso pode não ser viável, uma vez que a velocidade de transmissão de dados de todos os equipamentos envolvidos pode ser comprometida. No entanto, com uma quantidade menor de dispositivos, as conexões podem funcionar perfeitamente;


  • Ampla compatibilidade: o padrão USB é compatível com diversas plataformas e sistemas operacionais. O Windows, por exemplo, o suporta desde a versão 98. Sistemas operacionais Linux e Mac também são compatíveis. Atualmente, é possível encontrar portas USB em vários outros aparelhos, como televisores, sistemas de comunicação de carros e até aparelhos de som;


  • Hot-swappable: dispositivos USB podem ser conectados e desconectados a qualquer momento. Em um computador, por exemplo, não é necessário reiniciá-lo ou desligá-lo para conectar ou desconectar o dispositivo.


Fonte: https://www.infowester.com/usb.php